"Amaluna": Tudo que você precisa saber sobre o novo espetáculo do Cirque du Soleil • MAZE // MTV Brasil
Lazer e EntretenimentoPosts

“Amaluna”: Tudo que você precisa saber sobre o novo espetáculo do Cirque du Soleil

Victor Cavalcanti2305 views

A arte sempre foi espaço para expressar luta, visto artistas como Nina Simone, que usou sua arte em favor da luta contra o racismo e direitos civis na década de 60. Nos últimos anos isso tem ganhado ainda mais força e tomando espaços ainda maiores em projetos como o “Lemonade” da Beyoncé.

Mas nem só de música vive a arte, e aqui a luta chegou no circo, mais especificamente no Cirque du Soleil  com o espetáculo “Amaluna”.

Sinopse

Um grupo de jovens acaba aportando em Amaluna, uma ilha dominada por Deusas e guiada pelo ciclo da lua, após uma tempestade. Com a ocasião, Romeo, um jovem marinheiro, acaba conhecendo Miranda, filha da deusa Prospera. Apaixonados, juntos eles vão enfrentar inúmeros obstáculos para ficar juntos.

Foto: Cirque du Soleil/IMM

O projeto teve inspiração nas mitologias grega e nórdica, e em obras clássicas como “A Flauta Mágica” de Mozart e “A Tempestade” de Shakespeare, e em sua passagem pelo Brasil ganha duas cenas inéditas aqui.

Empoderamento

Pela primeira vez, o Cirque du Soleil faz um espetáculo com um elenco majoritariamente feminino, com uma banda inteiramente composta de mulheres, e que tributa as mesmas. A diretora Diana Paulus explicou:

“Eu não queria construir um espetáculo que fosse uma ‘agenda para mulheres’. Queria criar um show em que as mulheres fossem o centro, algo que tivesse uma história escondida que apresentasse as mulheres como heroínas. […] O espetáculo é uma reflexão sobre o equilíbrio do ponto de vista das mulheres.”

Deu pra sentir o empoderamento feminino? Sim, mas tem mais. Dispostas a desbravar ainda mais o conceito, também pela primeira vez no Cirque, três mulheres fazem a cena de trapézio, número esse que exige não só, destreza, mas também força, e com isso, mais uma vez elas comprovam que não há número que elas não façam.

Com uma trilha sonora predominantemente rock, mais moderna que o habitual da companhia, “Amaluna” conta com números cada vez mais intrigantes, como um performance de voz ao vivo enquanto a acrobata fica presa pelo pescoço. Me diz se essas mulheres não são fantásticas?

Deusa do Equilíbrio

Foto: Cirque du Soleil/IMM

Assisti a um dos números do show, e posso dizer que deu sim pra sentir todo o impacto que o espetáculo sugere. Titulado de “Deusa do Equilíbrio”, como o nome já sugere, trata-se de um número onde a artista posiciona peças de madeira uma a uma, formando a estrutura acima.

Nada foi colado, nada foi encaixado, tudo está apenas equilibrado, e por nada estar preso, de acordo com os movimentos da Deusa, a estrutura também dançava junto com ela. Tudo muito sutil, tudo muito incrível.

Durante toda a performance, antes de posicionar cada peça da estrutura, a artista prendia a respiração, e uma vez firmada a peça na estrutura, ela soltava o ar. Era quase um aclame de alívio. Com o decorrer da performance, o público ali presente começou a respirar junto, da mesma forma, criando uma conexão artista e audiência muito linda.

O número finaliza de forma surpreendente e maravilhosa, e que não vamos dar spoiler, pra não perder a graça, mas valeu muito ‘respirar’ junto com essa Deusa, mesmo.

***

O espetáculo, que já passou por outros 32 países, fica em em cartaz em São Paulo, no Parque Villa Lobos a partir do dia 05/10 e vai até 17/12, e no Rio de Janeiro de 28/12 até 21/01 de 2018.

Os ingressos já estão em pré-venda exclusiva para clientes do banco Original até o dia 02 de julho, quando as vendas abrem oficialmente aqui. Os preços variam de R$ 125 a R$ 450, tendo pouca variação de precificação desde a última vez que estiveram no Brasil, em 2012.

Victor Cavalcanti
Comunicador formado pela Universidade Metodista, narcisista desde os 15 anos, artista desde sempre. O resto tu descobre por aí.