Os clipes de Elton John: um guia para entender a obra do artista • MAZE // MTV Brasil
MúsicaPosts

Os clipes de Elton John: um guia para entender a obra do artista

Luiz Henrique Oliveira1792 views
Os clipes e a música de Elton John: um guia para entender a genialidade do artista

Os clipes de Elton John são icônicos, verdadeiras obras de arte. Ele sempre faz questão de contar uma história em seus vídeos – ou seja, expande suas canções para uma mídia audiovisual.

Os clipes e a música de Elton John: um guia para entender a genialidade do artista
Elton John e Bernie Taupin nos anos 70 e em suas versões no cinema, interpretados por Jamie Bell e Taron Egerton – Foto: Reprodução/Instagram

Neste post, vamos mostrar alguns dos vídeo-clipes de Elton John que podem ser considerados essenciais em sua filmografia. Dessa forma, se você ainda não conhece o trabalho do cantor, pianista e compositor nessa área, é uma boa oportunidade para começar. E, se você quiser, aprofundar-se nestes mais de 50 anos de carreira – tanto na música quanto no intenso mundo dos “vídeos promocionais”.

“Rocketman”, filme que conta a história de Elton, fala de sua luta contra os demônios pessoais que assolaram sua vida. No entanto, também mostra um pouco de sua produção musical no auge de sua carreira. O assunto está em voga atualmente, e é uma boa chance de conhecer mais sobre a lenda. Acompanhe:

Healing Hands

O clipe, gravado em 1989, é uma das jóias escondidas da carreira de Elton John. Totalmente filmado em preto e branco, conta uma história que complementa a letra da canção. Esta, como sempre, foi escrita pelo parceiro habitual de Elton, Bernie Taupin. Tem uma pegada meio religiosa, mas que nunca soa brega. O vídeo feito para o single – o terceiro do álbum “Sleeping With The Past”, é emocionante.

 

Sacrifice

Do mesmo álbum, surgiu um dos maiores hits da carreira – e um dos clipes de Elton John mais conhecidos. “Sacrifice” é uma balada triste sobre um casamento que está se desfazendo. Fez enorme sucesso no mundo inteiro, e é tocada até hoje nas rádios. O vídeo acompanha a melancolia da letra e da melodia, encenando a tristeza da separação de dois amantes. Elton, é claro, aparece contra um fundo negro, cantando a música de forma quase declamada.

 

I’m Still Standing

Outra música icônica, ícone dos anos 80. É também um dos clipes de Elton John que são sempre reverenciados – inclusive no próprio filme há uma reprodução da obra, que foi gravada na França. No entanto, a imagem do cantor foi substituída pela de Taron Egerton, que o interpreta no longa. A música marca o retorno da parceria entre John e Bernie Taupin, que passaram alguns anos sem compor juntos. Coincidentemente, foi o período em que o cantor afundou-se em seus vícios. A sua volta por cima é narrada em uma letra “pra cima”, solar, como tudo naqueles anos.

 

I Guess That’s Why They Call It The Blues

Outro clássico oitentista de Elton John, que também foi um enorme sucesso à época. Nesta música, Elton John canta sobre os anos 50, em um momento de saudosismo embalado por uma melodia cativante, na qual Steve Wonder participou tocando gaita. O clipe remonta aos anos mostrados na canção, inclusive com Elton ostentando uma peruca com um vistoso topete.

 

You Gotta Love Someone

Essa música de Elton John ficou bastante famosa no Brasil no começo dos anos 90. Ela fez parte da trilha sonora do filme “Dias de Trovão”, protagonizado pelo Tom Cruise, além de aparecer em duas coletâneas de canções de Elton. Com isso, ganhou um clipe filmado no Mississipi, nos Estados Unidos, que também conta uma historinha de amor, com eventuais aparições de Elton cantando ao piano.

 

I Want Love

Esta música de 2001 foi responsável por um dos clipes de Elton John mais famosos – e curiosamente ele não aparece em momento algum. Filmado todo em um longo plano-sequência, o vídeo é protagonizado por Robert Downey Jr dublando a canção dentro de uma mansão, percorrendo quartos e salas vazias e expressando toda a angústia e dor passadas na letra. A voz de Elton está presente, mas as expressões são de Downey, que à época estava mergulhado em problemas pessoais.

 

The One

Outra canção icônica que mereceu um clipe à altura. Ela faz parte do álbum homônimo de Elton John, lançado em 1992, e traz uma letra forte com melodia marcante. O vídeo é gravado à beira da praia, com a imagem de Elton aparecendo projetada em bandeiras – um conceito que ele já havia usado antes em seu trabalho anterior, “Sleeping With The Past”, e em clipes como “Healing Hands”, por exemplo.

 

Rocket Man

A icônica música, que deu nome ao filme, foi lançada em 1972. Curiosamente, ela não tinha um clipe para chamar de seu. No entanto, uma parceria entre Elton John e o YouTube fez com que essa lacuna fosse preenchida. Dessa forma, temos aqui um vídeo em que o cantor não aparece, mas a história contada por ele sim. E o melhor: em forma de animação. Assim, pode-se considerar o clipe de “Rocket Man” um curta de animação. A história de aventura, bem como de esperança e dor, é mostrada em toda a sua glória.

 

Portanto, aqui você encontra uma espécie de guia para a obra de Elton John. Não só para as músicas, mas também para a inquestionável qualidade de seus clipes. Em outras palavras: a genialidade do compositor e cantor é explícita nessas obras. Evidentemente há outros tantos vídeos que representam bem a criatividade e inventividade de Elton e seus letristas. Mais importante, porém, é celebrar seus feitos, que agora são imortalizados nas telas do cinema.

Luiz Henrique Oliveira
Nasceu no interior de São Paulo em 1986 e escreve sobre cinema em blogs desde 2004. Curte drama, comédia e ficção científica, mas ama mesmo O Poderoso Chefão. Tem interesse no mundo geek, em música brasileira e pode ser facilmente confundido com o Chico Bento pelas ruas da capital paulista.