Quatro HQs LGBT para você conhecer • MAZE // MTV Brasil
GeekLazer e Entretenimento

Quatro HQs LGBT para você conhecer

João Neto603 views

Representatividade é o foco de muitas obras lançadas atualmente e isso é algo que deve ganhar cada vez mais espaço. A menina gorda, o menino negro, o adolescente LGBT. Dessa forma, muitas são as pessoas que buscam se enxergar em personagens que estão em alta na mídia. Por outro lado, poucas são as vezes que essas pessoas se veem representadas.

Nós, aqui do MAZE, preparamos a lista abaixo. Nela, listamos quatro HQs que apresentam o foco na vivência de personagens LGBTs. Assim, pretendemos contribuir tanto com a representação da comunidade em obras do tipo, bem como com o trabalho dessa galera que, muitas vezes, não tem a exposição necessária.

“Amor é Amor”

Em Junho de 2016, o mundo inteiro se chocou. Correu a notícia de que um homem armado teria invadido uma boate em Orlando, voltada ao público LGBT.

O massacre da boate Pulse deixou 53 feridos e mais de 50 pessoas mortas. Essa história sensibilizou o roteirista Marc Andreyko, para que reunisse 250 escritores, cartunistas e desenhistas. Juntos, lançaram a HQ “Amor é Amor” (“Love is Love”, no original).  O projeto foi lançado em 2016 pela DC Comics, e conta histórias que misturam situações reais com personagens fictícios. Entre eles, Super Homem, Mulher Maravilha, entre outros.

A HQ, que foi lançada para honrar as vítimas do atentado, conta ainda com personagens do mundo bruxo de Harry Potter.

 

“Décio – Vol. 1 – A Crise”

Fim dos anos 1980, uma São Paulo que cresce cada vez mais cheia com a mistura de pessoas do Sul, do Nordeste e até de outros países, o Brasil em meio ao estágio final da Ditadura Militar que matou centenas de cidadãos.

Esse é o cenário do primeiro volume da HQ “Décio” intitulada “Décio – A Crise“, o título é do curitibano Rodrigo Belato e foi lançado pelo selo editorial Hoo, que é especializado em obras voltadas para o público LGBT.

O investigador Décio é contratado para cuidar de casos que envolvem política, morte e perseguição. A HQ é voltada para o público adulto.

 

 

“Ciranda da Solidão” 

Um adolescente descobrindo sua sexualidade, e apavorado pelas mudanças que o seu corpo está enfrentando com a chegada da puberdade. Um idoso lidando com as memórias de um amor do passado. Um casal na luta para manter um relacionamento cheio de problemas.

Histórias comuns na vida de milhões de pessoas, e ainda assim incrivelmente bem retratadas através dos traços de Mario Cesar na HQ “Ciranda da Solidão“.

O título tem 96 páginas, e possui elegantes desenhos em preto e branco. Este trabalho nos conta os desafios vividos em 5 histórias sobre personagens homossexuais. A obra foi lançada pelo selo Balão Editorial, através de crowdfunding. Dessa forma, pode ser considerado um trabalho independente. Entretanto, é uma HQ belíssima, bem como também é necessária em qualquer coleção.

 

 

“Justin”

Para muitos, a homossexualidade ainda é assunto difícil de lidar. É um tabu dentro de incontáveis lares ao redor do mundo. Para os transexuais, é algo ainda mais distante da aceitação na nossa sociedade. Dessa forma, ainda há pouquíssimos trabalhos que dão atenção ao tema. Entretanto, é sobre esse assunto que Anne-Charlotte Gauthier quer falar na emocionante HQ “Justin”.

O personagem principal é um menino trans, que vive na pele as dificuldades de ser uma pessoa transexual em nosso meio. Enquanto lemos, vamos acompanhando a história de Justin, que nasceu geneticamente identificado com o gênero feminino com o nome de Justine.

Desde tenra infância, Justin luta com a auto aceitação e a aceitação alheia. Mãe, colegas de escola, amigos da família, todos compactuam com a ideia errônea de que o menino é uma menina estranha. Tudo leva à fins dolorosos no dia a dia do personagem principal. Lançada em 2018 pela conhecida editora Nemo, o título curto e impactante é leitura obrigatória para quem busca entender sobre o assunto.

 

Apesar de pouco difundidas nas livrarias e nos meios onde as HQs reinam, essas quatro obras possuem um valor gigantesco para a comunidade LGBT. Dessa forma, é importante valorizá-las e conhecê-las, tanto porque são excelente quanto porque possuem um valor gigantesco para a compreensão dos temas.

Assim sendo, procure por essas e outras obras LGBTs nas livrarias e sebos. Elas são importantes e carregam uma mensagem que precisa ser passada adiante. Dessa maneira, você contribui para a melhor compreensão dessa causa.

João Neto
Paraibano de nascimento, atualmente morando em Curitiba, leitor assíduo, graduado em Biblioteconomia e livreiro por profissão com um vício intenso no consumo de séries e filmes e outro maior ainda em escrever o que achou deles.