STREAM | O excelente comeback de Kesha em "Rainbow" • MAZE // MTV Brasil
MúsicaPosts

STREAM | O excelente comeback de Kesha em “Rainbow”

Victor Cavalcanti622 views

No mês passado, Kesha parou a internet com seu retorno tão esperado, com “Praying”. Depois de cinco anos sem lançar álbum novo e uma enorme briga judicial com Dr. Luke, finalmente Rose retornou, em grande estilo, mais madura e com abordagens bem mais consistentes.

Dr. Luke disse que não houveram mudanças contratuais, mas é perceptível uma mudança nos trabalhos de Kesha e em tudo que ela vem mostrando nessa nova fase. Talvez tudo que estava engasgado e que ela não conseguia mostrar por conta dos contratos e da falta de permissão da gravadora.

Certo, ela está na gravadora de Luke, e ele ainda tem que autorizar o lançamento de qualquer coisa dela, mas ela começa agora a se envolver com novos produtores, compositores, e cria sem o aval dele, com liberdade pra dizer o que sente.

Já nas primeiras amostras de “Rainbow”, seu terceiro álbum de estúdio que chegou hoje (11), ficou perceptível que muita coisa mudou na carreira de Kesha e que ainda deve surpreender muito.

Kesha iniciou com a balada minimista e poderosa “Praying”, mostrando a sensibilidade que ela sempre quis apresentar, já que ela sempre esboçou vontade de lançar músicas como “Animal” de seu debut e “The Harold Song” do EP “Cannibal” como singles. Saindo um pouco dessa ideia de suja e baladeira, ela mostra sensibilidade e vulnerabilidade nessa faixa, mas sem deixar de expressar força também.

Sem demora, ela já colou em uma mistura de country e blues, na forte e independente “Woman”. Filha de uma compositora de música country, estilos mais ligados a raiz americana sempre fizeram parte da criação de Kesha Rose. Talvez sempre foi esse lado que Kesha quis mostrar.

Rose também mostrou a alternativa e pop “Learn To Let Go”, que fala sobre a força de seguir em frente e mostrando sua maior fonte de base, sua família, em um vídeo lindo, reconstruindo seus vídeos da infância. Além do (literal, rs) hino “Hymn”. E hoje, bem no lançamento de “Rainbow”, ela ainda lançou mais um visual, dessa vez para a faixa que dá nome ao compacto.

Em pleno século 21, ver artistas sendo direcionados como meros bonecos de corda é triste e quase irreal. Não existe formula de sucesso, e manipular um artista nunca vai garantir o sucesso dele, então por qual motivo não libertar suas mentes para possibilidade novas? Não sei se Dr. Luke é sádico ou um criminoso, mas tenho certeza que ele é bem burro de não dar liberdade criativa aos seus artistas, pois Kesha está de parabéns!

Bem vindo, #K3!

Ouça o álbum “Rainbow”, de Kesha, no Spotify:

Victor Cavalcanti

Comunicador formado pela Universidade Metodista, narcisista desde os 15 anos, artista desde sempre. O resto tu descobre por aí.